Agências Tradicionais na mídia online

6 de maio de 2009

Ontem participei de um congresso sobre mídia online promovido pela Hi-Midia. O evento tinha o objetivo de mostrar, além de se promover- (nada contra), para o mercado de anunciantes, clientes e publicitários de Brasília a vantagem de se realizar um trabalho digital. Contamos com vários profissionais como: Abel Reis – COO da Agência Click, Ari Meneghini – Diretor Executivo do IAB Brasil e Guará – Diretor de Mídia Interativa da Taterka.

As palestras abordavam as inúmeras possibilidades de se trabalhar com mídia online e o retorno certo, se bem trabalhado, para o cliente. Contudo, não quero discutir as possibilidades de trabalharmos com links patrocinados e formatos de mídia nos grandes portais.

A discussão ficou entorno de como linkar esse trabalho online com a proposta das grandes e tradicionais agências de Brasília, que têm ainda a grande verba nos grandes meios.

A questão é bem simples: objetivo e meta. Muitos dos profissionais presentes estavam totalmente confusos – tanto por não conhecer as possibilidades (vamos correr atrás galera!) como também o modo de apresentar essa proposta para o cliente.

Primeiro, precisamos conhecer bem as ferramentas e o objetivo do cliente. Tendo isso em mãos, com certeza saberemos trabalhar de forma integrada – mídia online e offline. O ponto é saber qual é relevância do seu cliente na internet. Não podemos, é claro, cair na idéia de que se existe internet, temos de qualquer jeito estar presente nela. Ex: um cliente busca entrar no twitter porque todos estão lá ou porque saiu uma matéria no Correio Braziliense.

Segundo, devemos conhecer o que queremos com a publicidade. Se a nossa meta é pequena, talvez não seja necessário um grande esforço de comunicação. Um simples ajuste na logística ou na comunicação promocional seja suficiente. Estar em todos os meios não é solução!

Anúncios