Posicionamento de raiz

22 de abril de 2009

Mais importante do que o posicionamento é a razão e o objetivo maior da empresa.

Nesse perfeito feriadão, mais do que necessário, tive a oportunidade de ver um filme antigo, mas muito interessante para se analisar atualmente: The Pirates of Silicon Valley by Martyn Burke.

Não esperava nada do filme e acho que foi por isso que ele me agradou. O filme descreve o nascimento e a disputa das empresas: Apple e Microsoft. A disputa é, basicamente, sobre a criação do primeiro computador pessoal e, é claro, que essa “guerra” ficou para maiores, na minha  opinião, mentes da época: Steve Jobs e Bill Gates.

Não irei discutir sobre o filme, mas sobre acontecimento que marcou o que as duas empresas são atualmente.

Steve Jobs, muito bem descrito no filme, é um cara muito mas muito visionário e insaciável por uma revolução. Bill Gates, uma das mentes mais brilhantes e audaciosas que existe, busca ser o maior.

Por que falar sobre eles? Simplesmente, esses caras foram a chave para o rumo que as empresas ganharam no mercado. Gates levou a empresa para o objetivo maior: dominar o mercado. Sua visão de mercado recaiu sobre a Microsoft e isso foi levado a risca. Jobs transformou a Apple em uma empresa que revoluciona culturalmente e tecnologicamente.

O que isso quer dizer?Uma veio para vender e a outra para surpreender.

Mesmo hoje, podemos ver que nenhuma delas perdeu o seu sentido, sua razão de existir, e é isso que leva a empresa ao sucesso; não perder o foco. Steve e Bill deram a sua cara a suas empresas. Mesmo com as mudanças atuais: Macs mais acessíveis e programas da Microsoft mais rebuscados, nenhuma delas perdeu o objetivo maior.

Qual é a lição?

Antes mesmo de buscar uma comunicação eficiente, um posicionamento impactante; você, planner ou cliente, tente entender a razão da existência da empresa, pois só assim, o que chamamos de trilhar caminhos para o sucesso, vai dar certo.

Assista o filme, vale a pena. Release aqui.

Anúncios