Você assiste TV? E TV aberta?

6 de junho de 2009

Comecei a reparar há alguns meses sobre os conteúdos que estão sendo veiculados em TV aberta. E isso, me fez passar mais tempo no computador, adquirindo conteúdo mais refinado a meu ver. Até adquiri pay TV para ter mais possibilidades e fugir das baboseiras veiculadas na televisão aberta.

No primeiro momento, achei lindo. Consegui otimizar meu tempo e absorver mais conteúdo. Porém, esqueci da importância e influência que a televisão tem na população e eu me incluo dentro desse bolo.

Se pararmos para pensar, mesmo não querendo, a televisão mobiliza a população. Pouca gente tem, como “primeira mão”, notícias da internet. A televisão veicula e as pessoas correm atrás de maiores informações na internet. Isso quando tem acesso a internet. Mais de 90% dos domicílios têm televisão. Menos de um quinto das casas brasileiras têm acesso a internet. Lógico que existem as variáveis que podem modificar esse cenário, como as Lan Houses. Contudo, a televisão é um grande meio e deve servir de análise para conhecermos nosso público. Esse é o ponto.

Não quero discutir sobre campanhas nos meios de massa, mas a importância que a televisão possui para nós, planejadores ou mídias. Devemos conhecer o meio, entender o meio e saber trabalhar no meio. Ele ainda é o termômetro no nosso país.

Você conhece a programação dos canais de TV aberta? Você sabe qual é o programa do momento? Você já chegou a ver o “novo reality show” da Record?

Se um publicitário deve ser curioso, acho que pelo menos a televisão deve estar dentro do seu interesse. Mesmo que perdendo influência, ela dita tendências. Reparei isso dando um rolé na feira dos importados aqui de Brasília. O número de barraquinhas que vende produtos indianos é surpreendente e eu te garanto que elas não estavam ali quando passava a novela A FAVORITA.

Então, me desculpe, mas não me venha com essa de que você não tem tempo para ver TV. Não precisa ver o programa de cabo a rabo, mas entender como ele funciona e qual é o seu público-alvo sim. Isso vai te ajudar algum dia, talvez em um insight ou quando tiver fazendo aqueles longos planejamentos de mídia que seu cliente faz questão que tenha TV.

Um desabafo, um puxão de orelha, um conselho. Entende como quiser…

Anúncios